Coruja: Um bom animal de estimação?

Publicado em 15 de fevereiro de 2016 por Mundo Animal


Tagged , , , , , ,
Texto: Redação | Foto: Pixabay

Ambiente

Para você ter uma coruja de estimação, primeiramente deverá ter muito espaço disponível para ela, estima-se que para que ela tenha um pouco de conforto, você deverá ter um viveiro de mínimo 6 metros quadrados e também uma boa altura, precisam de espaço suficiente para bater cinco vezes as asas antes de pousar.

Comportamento

A coruja é um animal bastante dependente, se optar por ter uma, além do espaço ela exige muita sua atenção e interatividade, se não receber a atenção e cuidados necessários, a coruja poderá se tornar violenta. Ela somente será dócil com a pessoa que ela eleger como “companheira” dela, portanto, as demais pessoas da casa serão vistas como inimigas.

Alimentação

As corujas são carnívoras e costumam se alimentar de pequenos roedores e outros animais vivos, ela leva um certo tempo para aceitar ser alimentada por uma animal abatido, portante terá que ter bastante paciência. Esses roedores vivos poderão ser substituído por larvas de tenébrio, pedaços de carne crua e de preferência morna, insetos e gafanhotos.

O melhor para a vida das corujas

Uma febre de se ter uma coruja como animal de estimação se deu a partir dos livros Harry Potter. Após o final da saga, centenas de corujas foram abandonadas por seus proprietários na Inglaterra. JK Rowling, autora dos livros, em defesa das corujas pediu aos fãs de Harry Potter para não manter uma coruja como animal de estimação e fez o apelo: “Se você gosta de coruja, por que não patrocinar um animal em um santuário de pássaros, onde você pode visitar e saber que ela tem uma vida feliz e saudável.”

A não ser que você encontre uma coruja doente, ou um filhote precisando de cuidados, o ideal é deixá-las viverem na natureza.


Posts Relacionados:

Comentários