Torção de estômago – O que é e como prevenir

Publicado em 29 de março de 2016 por Mundo Animal


Tagged , , , , ,

Esse fenômeno ocorre quando o cachorro ingere quantidade excessiva de alimento de uma só vez, isso faz com que a fermentação do estômago produza uma quantidade muito grande de gazes e dilata o estômago, e ainda poderá girar sobre seu próprio eixo, levando consigo outros órgãos como o baço e também impedindo a passagem sanguínea, a falta de suprimento sanguíneo pode fazer com que o animal entre em estado de choque. Esse episódio é mais comum quando o animal se exercita logo após ter se alimentado e com o decorrer dos anos, na fase idosa, é mais comum acontecer. Quando isso ocorre se o animal não for socorrido imediatamente ele poderá entrar em óbito em poucas horas. É um procedimento cirúrgico que se diagnosticado a tempo, aumenta a chance de recuperação do animal.

A síndrome de torção gástrica é uma doença mais comum em cães de grande e médio porte, sendo rara a possibilidade em cães pequenos, porém vale ficar atento.

Como identificar

Os principais sintomas são:

– Aumento do volume abdominal;

– Dores abdominais;

– Náuseas;

– Respiração ofegante;

– Ânsia de vômito não produtiva;

– Gengiva pálida

Como prevenir

– Forneça penas quantidades de alimentos várias vezes ao dia, ao invés de grande quantidade de uma só vez;

– O mesmo vale para a água, não permita que ele consuma uma quantidade exagerada, para isso, mantenha sempre com pouca água no pote, mas atenção para que ele não fique sem água;

– Dê preferência a rações que contenha grade quantidade de fibras;

– Não dê rações com taxa elevada de fermentação;

– Não permita que ele corra, pule ou se exercite após as refeições;

Caso ele já tenha apresentado sintomas, a cirurgia preventiva é aconselhável;

Como é feito o tratamento

Ao perceber qualquer sintoma, leve-o imediatamente ao veterinário, se for uma caso de distensão abdominal , o médico veterinário irá introduzir uma sonda até o estômago do animal, via oral, caso a sonda não consiga atingir o estômago é porque houve a torção gástrica. A radiografia também pode ser um método para diagnóstico, mas só é usada após estabilizar o animal.

Inicialmente é feita a descompressão do estômago através de entubação orogástrica, caso esse procedimento não possa ser feito, a descompressão é feita com uma agulha e em seguida é feita a entubação. Juntamente com esse procedimento, também é feito o tratamento para o choque e monitoramento até ele estar totalmente restabelecido.

Em seguida deve-se ser feita uma cirurgia preventiva que consiste em fixar o estômago na parede abdominal, a gastropexia.


Posts Relacionados: